Tristeza de milhões de argentinos

22/09/2009 16:04

No ano presente, a campanha do Boca Juniors é de 12 vitórias, 8 empates e 15 derrotas. Eliminado da Libertadores nas oitavas, da Sul-Americana no primeiro jogo e foi 14° no Clausura.

O River Plate venceu 10 vezes, empatou 8 e perdeu 14. Nos dois torneios continentais que disputou ficou na 1ª fase e terminou o Clausura em 8°.

Na tabela de classificação para a próxima Libertadores, o River é o 9° colocado, ao passo que o Boca está ainda mais longe, em 13°,12 pontos atrás do último time que se classificaria hoje.

Os números por si só refletem a agonia pela qual passam os hinchas xeneizes e millonários. São incompatíveis com clubes acostumados a mandar na Argentina. Porém, ver os dois dentro de campo está pior que as estatísticas.

Curiosamente, os problemas de ambos são tão graves quanto comuns entre eles.

O Boca sofre com contra-ataques por ter vendido Forlin e por seguir apostando em Pato Abbondanzieri. O River nunca teve um goleiro definido, e sua zaga é falha desde o Apertura 2008.

Tanto Boca quanto River confiam sua criatividade no meio-de-campo a dois veteranos inconstantes: Roman e Ortega. Por conta disso, são tão instáveis quanto eles.

No ataque, os xeneizes levam vantagem por ter o ainda artilheiro Palermo, enquanto River sofre com Fabbiani. Mas nem isso está rendendo uma grande vantagem recentemente.

Até os técnicos sofrem do mesmo mal. Alfio Basile e Nestor Gorosito não são os grandes responsáveis pela má fase. No entanto, estão igualmente a um passo de entregarem o boné.

A curto prazo, é mais possível imaginar uma reação do Boca, pois o elenco deles tem jogadores mais qualificados. Contudo, a lógica de longo prazo os coloca fora da Libertadores 2010. Como a solução ideal para ambos, que é trabalhar consciente do pouco dinheiro, mas sem vender jogadores indispensáveis, não virá por agora. Resta as duas maiores torcidas da Argentina que se contentem com o que tem agora, sem esperar muito por milagres.

Voltar

Comentários

Data 23/09/2009

De Filipe Araújo

Assunto Dirigentes

Responder

Meu caro, e ainda tem mais. O que resume todas as deficiências: Dirigentes mal-intencionados. Usam dois gigantes para se garantirem. Deveriam ser presos.

Saludos!

http://gambetas.blogspot.com